Saiba porque você não deve tomar mais de um banho por dia!

Os brasileiros são famosos ao redor do mundo pela quantidade de banhos que tomam. Entretanto, esse hábito tão comum para a população, pode deixar o corpo vulnerável a doenças.

De acordo com pesquisadores nos Estados Unidos, tomar mais de um banho por dia pode desregular os ecossistemas microbianos da pele. A partir de uma pesquisa realizada na Universidade de Utah, descobriu-se que tomar mais de um banho por dia, deixa a pele vulnerável e faz com que ela perca seu equilibro microbiano natural.

Por ser o maior órgão do corpo a pele tem uma função crucial, pois é a nossa primeira proteção contra os ataques externos, como o vento, a chuva, o calor, o frio além de também ser a primeira barreira contra micro-organismos existentes na atmosfera.

 

Nesse sentido, apesar de ser necessário manter a pela limpa e hidratada, a pesquisa realizada nos Estados Unidos descobriu que mesmo tomando um banho por dia, o uso de bucha também atrapalha o equilíbrio microbiano da pele, na mesma medida que tomar mais de um banho por dia.

qual-frequencia-devemos-tomar-banho2-e1506020887459

Ao tomarmos muito banho, ou usarmos a bucha demasiadamente, alteramos o funcionamento das bactérias benéficas que vivem em nosso corpo e ajudam no funcionamento do sistema imunológico e na manutenção dos tecidos.

É sempre importante levar em consideração a temperatura da região onde a pessoa reside na hora de decidir quando tomar banho pode ou não ser uma boa opção. No Brasil, devido a temperatura alta e ao calor constante, tomar um banho por dia não é apenas necessário, mas é o indicado pelos cientistas.

O uso da bucha, especialmente aquelas buchas naturais que usamos por aqui, é recomendado uma vez na semana para manter as defesas naturais da pele. Recomenda-se substituir o uso da bucha por movimentos circulares com sabonete neutro para manter a saúde da pele.

Agora que você sabe disso, preste atenção na quantidade de banhos que toma e proteja a sua pele adequadamente.

Fonte: bemestar

Você também vai gostar:

Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.

*